quarta-feira, 30 de março de 2016

Eu?

Sou muito mais que seus conceitos.
Vou além dos preconceitos.
Sou o pouco respeito, que seu cérebro pode armazenar.
Sou a lâmpada perdida em meio a escuridão.
Sou os passos que se cruzam na solidão.
Sou o que te provoca medo e coragem
Sou o reflexo da tua temida imagem,
que o espelho não consegue revelar...
Sou o frio e o calor,
um pouco de ódio e também de amor.
Sou o carinho que afaga, o desprezo que esmaga
quando decido que não vou mais lutar.
Sou o grito forte que ecoa,
o silêncio frio que magoa 
Sou a certeza cega que te guia,
o abandono em plena estrada em noite fria;
Quando percebo minha presença não valorizar.
Em poucas palavras devo dizer enfim:
_Sou tudo aquilo que você puder provocar em mim!