quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Sonho...

Eu queria te mostrar o mar, sabia?
Sonhei te conduzindo pela mão, com os pés descalços na areia quente,
passando pela multidão como quem meramente passava.
Eu sonhei com o brilho dos teus olhos deslumbrados com a imensidão das águas.
Desejei te ver provar, somente para ter certeza de que era realmente salgada.
É como se eu pudesse sentir seu sorriso bôbo e contido. A alegria de quem descobre a imensidão dos mistérios que se esconde ao mar.
Eu desejei sentar-me à beira do fim do impulso da última onda.
Desejei te mostrar o pôr do sol; o vôo das andorinhas, a brisa perfumada que
"imenso das águas" disfere para saudar a lua.
Eu desejei uma fogueira e um violão; desejei fazer-te uma canção.
A melodia que nunca se cantou!
Desejei dormir e acordar do teu lado, preparar nosso almoço...
Desejei apresentar-me imponente, somente para te convencer a lavar toda a louça depois da refeição.
Eu sonhei com nossos dias; e em meus sonhos, eles eram infinitos.
Sonhei te desejar por toda vida...e quando não houvesse mais vida,
que ainda assim sustentasse o desejo!
Uma pequena forma de, mesmo estando ausente, na força do pensamento se fazer presente...
Um pedacinho de meras recordações.
Eu sonhei com teus passos solitários na areia.
Buscando no reflexo da lua e no balanço das águas o silêncio que guardei no primeiro encontro à beira mar.
Sonhei com tua risada sarcástica, quando eu votava e decidia que hoje seria seu dia de cozinhar.
Desejei o balanço da rede na varanda arejada...Teus cuidados em dias ruins...
Desejei brigar, só para ficar de bem mais tarde.
Eu sonhei que você era um sonho bom.
Sonhei que nosso sonho não teria fim...
Sonhei que nossos planos eram os melhores,
nossos projetos os mais inusitados,e nossas alegrias,
a melhor de todas as alegrias.
É...eu sonhei, desejei, planejei e quando acordei...Não vi vc aqui!
Vou dormir mais um pouquinho... abraçar meu travesseiro magrelo e;
se depender do meu desejo, neste novo sonho eu te beijo...
em um novo cenário, bom para te sonhar!
É...eu sonhei!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Vai...

...E se acaso eu me calar?
não pense que é porque me faltam palavras.
...E se acaso eu não te olhar?
Não pense que eu não te enxergo.
Pense somente que o que meus olhos vêem, eu já conheço de có.
Deixe que eles sequem como a roupa do varal, e no momento derradeiro voltarão a olhar em sua direção.
Sei dos seus defeitos, conheço seus conceitos...
Mas.. O que fazer se tudo isso não me impede de amar?
O que posso te ofertar nesse exato instante ,é o silêncio constante
de quem só queria te odiar.
Traída em meus pensamentos, me pego lembrando teu jeito
é esse bôbo que bate em meu peito insiste em te desejar.
Sugiro que partas!
Vá para bem longe, onde meus olhos não possam mais te contemplar.
Vá para onde eu não sinta mais o teu perfume e nem o som da sua voz, que
decide se aveludar quando sente que estou decidida a não mais te amar
( como se isso fosse opcional )
Arrancar da minha boca o gosto do seu beijo,
tira do meu peito toda ansiedade e desejo e...
Vai!
Coloca em sua bagagem as pedras e os espinhos,
toda falta de carinho e a aspereza que me fizeram calar.
Vá para bem longe... longe à ponto de não mais poder te encontrar.
Daí então, te buscarei com toda força do meu pensamento.
Que a saudade nos devolva os bons momentos,
que até então não sei dizer onde foi parar.
Então, vá! Suma no infinito, como ecoa o estridente grito
de quem não sabe gritar.
Sim!!!

Vá para longe...
Bem longe!
Só não esqueça de voltar para me buscar!

Por: Aline Patricia
Ribeirão Preto- SP

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O amor ultrapassa os limites da vida...

Irei sentar- me na beirada da vida...
E observar...
A tristeza de cada ser humano...
A felicidade...
A desigualdade...
A injustiça...
A fidelidade...
A lealdade...
A gratidão...
A Lamentação...
 O choro..
O sorriso...
O desespero...
A paciência...
Enquanto isso enxergo...
O tempo passar
O mundo se esvaziar...
O  amanhecer o anoitecer enquanto não há nada mais dentro de mim..
Além dos sentimentos alheios...
Enquanto vejo a vida se indo ...
Tudo se apagando...
E Deus já tenha certeza que o planeta terra não os pertence...E a vida dentro de cada um irá adormecendo... Canalizei as lagrimas,todos os sorrisos,as alegrias,as tristezas.. E os grandes amores
Sem que  possam controlar o ar ..
Sem que possam controlar as batidas dos  corações...
 Sem que  possam respirar iram  da o ultimo suspiro de vida...
E o  amor  ultrapassará os limites da vida...